segunda-feira, 18 de julho de 2011

O valor da educação

A empregada da minha mãe ganha mais que a professora da minha filha.

Não desmereço o trabalho doméstico... de forma alguma! Aliás, só quem já suou um dia inteiro e ficou com mãos calejadas da vassoura e do rodo pra limpar uma kit (oi?) sabe dar valor a esse tipo de trabalho. Acontece que me preocupo muito com o nível de frustração que a realidade dos salários dos professores gera nesses profissionais. Porque uma atividade tão importante é tão pouco valorizada? Os professores, em sua maioria, trabalham o dia inteiro e ainda precisam preparar aulas ou materiais à noite e aos finais de semana. É uma jornada tão árdua que só sobrevivem os apaixonados. E como é bonito ver a paixão nos olhos de um educador! Além da escala puxada de horários, os professores ainda contam com uma carga extra de pressão dos pais e da própria escola. Pais que muitas vezes não participam da rotina escolar dos filhos, mas que não demonstram qualquer acanhamento em arvorar o indicador e ralhar desaforos e cobranças, certas vezes sequer apoiados de alguma base. 

Salários mais dignos e justos fariam todos ganhar mais. Os professores... eu, você e nossos filhos.

Imagem do Google

4 comentários:

Kellyresende disse...

É um absurdo a mixaria que pagam para os professores, ainda mais cobrando uma baba de mensalidade nas escolas. Por isso a qualidade só vai caindo, pois os melhores não aguentam e saem em busca de outras coisas.
Beijos

fabipalvim disse...

Eu fico chocada também, Kelly... não sei identificar exatamente onde a falha começa, mas acaba ficando difícil confiar na qualidade do que é transmitido... pq o que se pode exigir de pessoas que são tão pouco valorizadas??

Cin disse...

Assino embaixo, em cima, do lado...
Bjos!!!

Crisinhaeu disse...

Lamentavel o valor da educação em nosso país.