quarta-feira, 30 de novembro de 2011

A festa! (Parte III - a lista de convidados)

Meu outro grande drama na organização das festas de aniversário é a lista de convidados. NUNCA consigo chamar todas as pessoas que eu gostaria... e acabo sempre fazendo uma seleção entre os amigos (ganham aqueles que já colocaram filho no mundo quando a comemoração é infantil). O lance é que se eu chamasse somente a família já seria uma reuniãozinha para 50 pessoas, ou seja, não consigo fazer uma festa pequena.

Quando a festa é em casa de festas é muito importante calcular bem o número de pessoas para que não haja muito convidado extra (o melhor é não ter nenhum). Isso porque o valor a ser pago para cada pessoa que excede ao número contratado é geralmente muito alto. Só pra ilustrar... se minha festa tivesse 4 convidados a mais do que contratei teria pago uma diferença de quase R$ 200,00. Caro, né?! 

Bom, esse ano eu contratei o número máximo para não correr o risco de pagar muito extra e deu certo! Além da família e dos amigos pude convidar todos os amiguinhos da sala da Júlia e da creche da Joana. 
Imagem retirada do Google Images

Mas posso dizer? Não vejo a hora de fazer uma festa SÓ pra elas... assim, com os convidados que elas quiserem chamar. Joaninha ainda tem alguns anos pela frente, mas acho que ano que vem já consigo bolar algo assim para a Júlia. Fico imaginando aquela criançada toda correndo, rindo e não fazendo nada errado. Parece mais divertido, não?!!

2 comentários:

Francine Barrionuevo disse...

Sabe que esse sempre foi o meu problema também. A família grande, e moro em cidade pequena o que dificulta mais ainda as coisas. O ano passado eu cansei e resolvi fazer diferente, fiz uma festa só para os avós e tios do Felipe (não convidei nem os meus nem os do marido), a madrinha e padrinho e dois amiguinhos mais próximos dele (total de seis crianças). Não é que deu certo. E foi a melhor festa que ele teve, ele brincou tanto, mas tanto, e tava muito gostoso, aquela festa sossegada sabe, sem aquele barulhaço nos nossos ouvidos. Não tinha aquela disputa (fila) pelo brinquedos. Deu pra conversar e dar atenção pra todo mundo. Eu adorei e de agora em diante as festas serão assim, em casa mesmo.

Ana disse...

Essa parte da lista de convidados é ruim mesmo.
Com certeza quando elas puderem escolher fica mais divertido. E assim mais facil. hehehe
Beijos!