domingo, 29 de janeiro de 2012

Amamentando

Imagem retirada do Google

Júlia sempre curtiu brincar de bonecas. Até hoje brinca e com todos os acessórios que tem direito. Os fabricantes "ajudam" com as chupetas e as mamadeiras e eu nunca proibi que ela curtisse esses itens por mais que eles contribuam para a ideia de bebê feliz chupa chupeta e mama mamadeira. Enfim, discussões a parte... eu queria mesmo era relatar a alegria de um momento que vivenciei hoje. Ou melhor... um momento que espiei. 

Enquanto faço Joana dormir sempre peço que Júlia brinque de algo tranquilo para não atrapalhar o processo. Ela geralmente brinca de boneca ou de desenhar. Hoje ela pegou uma bonequinha, sentou na ponta do sofá e "sacou o peito" pro neném mamar! Foi a primeira vez que a vi fazer isso e até emocionei. Ela vê a irmã mamando a qualquer hora e em qualquer lugar há 15 meses... o ato tornou-se natural aos olhos dela. Fiquei feliz e orgulhosa! Pena que não pude registrar a cena... 


quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

#NotFare...

O processo de colocar a dupla para dormir às vezes leva 3 horas. Primeiro Joana, depois Júlia. É bem cansativo passar tanto tempo investindo em convencê-las a dormir, além de que depois eu preciso estudar, no mínimo, duas horas. Se termino de colocá-las na cama só depois das 22h, vou deitar (com a Joana grudada no peito) depois de 00h. Ah! E, invariavelmente, Joana-despertador me levanta às 7h.

Aí, hoje, me peguei pensado... é JUSTO uma pessoa quase capaz de DORMIR EM PÉ passar tanto tempo forçando outras duas a fechar os olhos?! É não, viu?... humft!

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

A morte da cegonha

Júlia tinha 3 anos quando me questionou pela primeira vez como o bebê entrava na barriga da mamãe. Juro que eu esperava essa pergunta por volta do 6, então fiquei paralisada. À época morávamos na casa da minha sogra, que além de pedagoga é orientadora sexual. Lembro que passei a bola pra vovó. "- Júlia, vai lá na vovó e repete essa pergunta. Ela sabe tudo sobre isso aí!". E a vó explicou pra ela com a maior naturalidade do mundo que quando papai e mamãe namoram o pênis do papai fica duro e solta dentro da vagina da mamãe um líquido cheio de espermatozoides. Ela continuou a história... assim, assim... Por um lado me senti uma boba de não conseguir responder uma pergunta tão simples. Justo eu que tive uma criação tão aberta e esclarecida quando o assunto era sexo. Por outro lado achei a minha sogra a mulher mais moderna ever! E que alívio... foi ótimo tê-la ali! Uns dias depois ainda ganhamos dela o livro Sexo Não É Bicho Papão que é incrível! O livro vem com um CD de música e um guia de orientações para pais e professores. Super indico!

Imagem retirada daqui

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Amigas do peito, HELP!

Terça-feira (10), Joana completou 15 meses! Ao todo, porém, são 12 de péssimas noites de sono.

Ao longo da minha jornada em busca de soluções para o sono da Joana, algumas técnicas funcionaram por 3 dias... ou 2 semanas... logo o padrão dramático voltou a se instalar. Tive sucesso por um tempo quando comecei a colocá-la para dormir direto no berço (comemorei aqui). Só que logo ela começou a dar ataques hora de ir para o berço. Ela tomou ódio do lugar. Aí depois de tanto ouvir de todo mundo com quem compartilhava minhas lamúrias que o problema era o peito, resolvi fazer o desmame da madrugada. Esse também funcionou mais ou menos por algumas semanas. Até que então ela começou a acordar com a mesma frequência ou até mais do que antes... trocou o peito pelo colo. Até hoje sinto cada uma das minhas 5 vértebras lombares. Sinto dor

Cansada de chorar pelo sono não dormido, resolvi aceitar a situação e encarar o momento de maneira positiva... certa de que um dia ela vai aprender a dormir. Isso funcionou. Por um tempo...

Agora estou novamente num período crise em que começo a desconfiar da minha capacidade como mãe, da amamentação prolongada como benefício (herege, eu?), das minhas escolhas como verdade. Que essa nuvem nebulosa saia de cima de mim e que depois dela venha a luz... a solução! Oremos!

Porque eu cansei...


**atualizando**
Depois que programei esse post chorei no colo virtual da amiga . Ela me mostrou esse texto que a Anne publicou no facebook. A leitura deu uma recarregada nos meus ânimos! Confere que vale a pena!!
Rê... obrigada mais uma vez!! :-)

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Como estudar para concurso público e ser mãe de crianças pequenas?

Estou estudando para concursos públicos e já mencionei isso no post misterioso da semana passada. É a primeira vez que encaro os estudos com a certeza do que quero para mim. Antes pensava que concurso público era apenas mais uma possibilidade dentre abrir o meu próprio negócio ou tocar a empresa da família. A decisão veio após alguns anos de indecisão e consequente sofrimento. Eu tenho uma necessidade ímpar de saber o que vem depois. Essa incerteza, essa falta de desejo no âmbito profissional me incomodava profundamente desde que conclui a faculdade. Sempre criei bloqueios e dificuldades para iniciar os estudos. Na verdade o cargo público só me parecia inatingível porque o caminho para alcançá-lo estava nos livros. Primeiro parecia impossível conciliar faculdade, filha (Júlia) e concursos. Depois ficou ainda mais difícil conciliar trabalho, filha e concursos. Por fim, conciliar trabalho, filhas (Júlia e Joana), casa, marido e concursos era para heroínas. O que me faltava não era tempo, faltava interesse. Vontade. Desejo. Sonho. Eu disse faltava. É fato que conciliar tantos papéis e tantos afazeres não é fácil. Mas é possível. Vou contar o que tem dado certo para mim.

- rede de apoio: eu tenho a minha mãe, mas poderia ser uma tia, uma amiga, o marido ou qualquer outra pessoa de sua confiança que possa ficar com as crianças em algum período do dia para que você possa estudar com a cabeça tranquila (isso vale para o período de férias ou aos finais de semana ou no caso da criança ainda não frequentar a escola);

- organização: antes de sentar para estudar, eu planejo qual será a matéria, o assunto e delimito dentro do espaço de tempo que terei disponível. Se você trabalha aproveite para estudar depois que as crianças dormirem;

- vídeo-aulas: essa foi a grande descoberta para mim! Atualmente tem sido inviável frequentar cursinhos presenciais, mas eles são fundamentais para quem está estudando para concursos. Vídeo-aulas são excelentes porque você pode estudar no horário que for possível e pelo tempo que quiser. Às vezes assisto a uma aula durante uma soneca da Joana. Sem falar que não tem nada melhor do que poder pausar ou voltar quantas vezes quiser a fala do professor (viciei!);

- motivação: lembre-se sempre do que fez você decidir por prestar concursos públicos. Eu tenho utilizado pensamentos positivos, mensagens de incentivo e imagens que me fazem manter focada no meu objetivo. As crianças são ótimas razões para se passar num concurso público!

É isso! Bons estudos!! :-)

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Dieta da mamãe

Essa é infalível!! Simples, rápida e gostosa! E funciona!!!
Anota aí:

COMA APENAS AQUILO QUE VOCÊ DARIA AO SEU BEBÊ!

Reeducação alimentar instantânea.

Imagem daqui
Enquanto eu não coloco a dieta da mamãe em prática, sigo comendo biscoito recheado enquanto Joana se esbalda na salada de frutas...



segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

"Começar... já é metade de toda a ação."

Imagem daqui

2012 chegou e eu entrei esse novo ano vivenciando de uma nova forma um antigo desejo. Finalmente, descobri o que sonho para mim... alcancei os 27 e eles me trouxeram respostas. Só que minha caminhada está apenas começando e como "sem o esforço da busca torna-se impossível a alegria da conquista" vou viver tempos de reclusão. Com serenidade e foco usarei muitas horas para plantar as sementes dos frutos que quero colher. "A cada escolha, uma renúncia"...