domingo, 17 de junho de 2012

Perder

Imagem retirada do Google

Ando pensando na morte. 
Não tenho medo de morrer.
Tenho medo de perder.
Acho a morte triste, pesada e dolorosa. 
Para quem fica.
Acredito que quem parte vai em paz.
Quem fica tem que reaprender a viver.

O vazio não diminui, o buraco não se fecha, as lembranças não cessam.
Mas um dia o coração aceita a dor.
O curativo não cura a ferida, a cicatriz é permanente. 
Mas a gente se adapta.

Há os que se confortam na fé.
Há os que se tornam pessoas melhores.

É assim quando a morte encontra pessoas.
Ou quando uma relação precisa morrer.
Fica a dor da perda.
E a necessidade de começar de novo.

2 comentários:

Anônimo disse...

Adorei o post Fabi,caiu como uma luva o momento que estou passando. Nunca estamos preparados para a morte. Beijos!! Mari

Luíza Diener disse...

é triste.
eu sou do time que acredita que quem morre, morre. não vê o que tá acontecendo por aqui.
e quem escolhe morrer quando poderia continuar vivendo é egoísta.
ponto.

amiga, tá tudo bem, né?

bj